Follow by Email

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Resenha:A Culpa é das Estrelas - John Green


Minha opinião : Bem a um tempo atrás minha amiga fez resenha de outro livro de John Green dizendo que nao seria tudo aquilo que ela esperava.Então comecei a ler A Culpa é das Estrelas para ter uma opinião tambem .

No início tinha um certo preconceito com o livro por digamos ser moda entre os adolescentes.O livro conta com 286 paginas que me fizeram me emocionar,ficar com raiva,feliz e torcer por Hazel Grace(personagem principal ) a qual tinha cancer porem ela tinha um jeito peculiar de ver o "mundo cancerigino" assim digamos , o que fez com que Augustos se apaixonasse por ela (par romantico de Hazel que tem um final totalmente surpreendente!).Me comovi muito em como os pais de Hazel faziam de tudo por ela, e como ela não queria que ela perdesse a vida deles por ela.Como ela dizia "ela nao queria deixar cicatrizes em ninguem e nem ser uma bomba preste a explodir".

O livro me mostrou muito também sobre o universo das pessoas com cancêr e todos seus porblemas.

O românce entre os dois me emocionou e revoltou muito também!Apenas falarei que Hazel nao é la muito romantica haha

Muitos imaginam uma história triste,ok algumas partes tem pensimismo porem o livro a sua maneira é alegre!
E sem duvidas aprendi a não desistir e desanimar com Augustos afinal "estou em uma montanha russa que  so sobe" :) haha 

Não sei bem como definir este livro porem ele é simplesmente incrivel!Ver o mundo pelos olhos de Hazel é apaixonante pois é um modo diferente de tudo!O final do livro é totalmente surpreendente e diferente do que eu esperava,na verdade o livro todo foi muito diferente do que eu esperava e eu amei isso.Um ótimo livro pra todos os momentos.

“Mas eu acredito em amor verdadeiro, sabe? Não acho que todo mundo possa continuar tendo dois olhos nem que possa evitar ficar doente, e tal, mas todo mundo deveria ter um amor verdadeiro, que deveria durar pelo menos até o fim da vida da pessoa.” (Pág. 74)



"— Estou apaixonado por você — ele disse, baixinho. 

 — Augustus — falei.  — Eu estou — ele disse, me encarando, e pude ver os cantos dos seus olhos se enrugando. — Estou apaixonado por você e não quero me negar o simples prazer de compartilhar algo verdadeiro. Estou apaixonado por você, e sei que o amor é apenas um grito no vácuo, e que o esquecimento é inevitável, e que estamos todos condenados ao fim, e que haverá um dia em que tudo o que fizemos voltará ao pó, e sei que o sol vai engolir a única Terra que podemos chamar de nossa, e eu estou apaixonado por você." (Pág. 142)“-Estou numa montanha-russa que só vai para cima – falou.-E é meu privilégio e minha responsabilidade seguir nessa montanha-russa até o topo com você - retruquei.” (Pág197)

SinopseMais informações em: www.aculpaedasestrelas.com A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.

4 comentários:

  1. Também acho que boa parte do livro é alegre. Apesar de os dois estarem doentes, a doença nem é o foco principal mas sim o modo como os dois lidam com isso. Eu gostei bastante desse livro.

    Adorei a resenha!
    Beijoo
    http://sem-spoiler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que nao sendo o foco principal faz o livro ficar bom! Brigada pelo comentario Luciana :3

      Excluir
  2. Quando eu li esse livro ele era pouco conhecido e não tinha muitas expectativas, mas me surpreendi muito porque por mais que o tema seja triste eu dei várias risadas, amei o humor da Hazel.
    Também chorei bastante, foi uma leitura meio bipolar já que em uma página tava rindo e em outra aos prantos kkkk. É o poder que o John Green tem sobre a gente, né?
    Beijos
    Kami
    http://gostoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Gabi!

    Ganhei esse livro no meu aniversário (5/2) mas ainda não o li.
    Minha irmã leu e disse que sentiu as mesmas coisas que vc! Raiva, alegria, tristeza...
    Assim que eu ler eu volto aqui pra comentar de novo hein!

    Beijokinhas da Giii
    http://aestranhaestantedagi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir