Follow by Email

sábado, 1 de março de 2014

Resenha: O Teorema Katherine - John Green

Minha opinião: Bom, todos sabem que os livros do John Green são uma espécie de uma nova febre entre os jovens. Sinceramente sou totalmente contra ler best-sellers, por motivos pessoais. Eu já havia comprado o livro no começo do ano passado (quando ele ainda era pouco conhecido), mas só fui ler realmente nessas férias. Sinceramente para mim foi uma grande decepção, achei o livro chato, pois o enredo demora muito para apresentar alguma emoção. Eu pessoalmente me decepcionei muito com o John após ler esse livro, porque em geral as pessoas me passavam a imagem de algo muito melhor. Enfim algumas pessoas me dizem que o livro "A culpa é das estrelas" é bem melhor e vale a pena, no entanto não tenho a mínima curiosidade para ler outros livros do John Green. Afinal gosto são gostos, da mesma maneira que eu não gostei outros gostaram.
Apesar de tudo isso, eu gostei bastante da segunda conversa entre o Colin e a Lindsey:

"-Então, o que se pode fazer? Como é que se faz para consertar isso?
- Era nisso que eu tava pensando antes de cê chegar. Tava pensando no seu lance de ser importante. Eu acho que tipo , que a sua importância é definida pelas coisas que ocê valoriza. E eu fiz tudo ao contrário , tentando me tornar importante pra ele. Esse tempo todo existiam coisas verdadeiras com as quais eu podia me ocupar: pessoas de verdade, pessoas boas que gostam de mim, esse lugar. É fácil demais ficar empacado. Cê só fica com essa ideia fixa de ser alguma coisa, de ser especial ou maneiro ou sei lá o quê, ao ponto de nem saber mais por que precisa disso; cê só acha que precisa"

...

Não exatamente como se eu recomendasse o livro, mas aconselho você a ler e depois voltar aqui e me dizer o que achou. Estou a procura de outras opiniões sobre o livro.

Sinopse: 19 Katherines por enquanto...
Quando se trata de garotas ( e, no caso de Colin, quase sempre tratava), todo mundo tem seu tipo. O de Colin Singleton não é físico, mas linguístico: ele gosta de Katherines. E não de Katies, nem Kats, nem Kitties, nem Cathys, nem Rynns, nem Trinas, nem Kays, nem Kates, nem - Deus o livre - Catherines. K-A-T-H-E-R-I-N-E. Já teve dezenove namoradas. Todas chamada Katherines. E todas elas - cada uma , individualmente falando - terminaram com ele 

P.S.  Gente mil desculpas por ter passado o janeiro e todo o fevereiro sem nenhuma postagem. Mas estava sem ideias de assuntos relacionados a séries e lendo muitos livros. Bom eu e a Gabi estamos com um pequeno problema de contato e tempo. Eu deveria cobrir mais a parte das séries, porém no momento to cobrindo a parte dos livros também. Essa foi a minha primeira resenha, peço desculpas se não ficou tão boa quanto as da Gabi, prometo melhorar o mais rápido possível.

2 comentários:

  1. Oi :)

    Eu já li OTK e achei fantástico. Particularmente, não gostei de ACEDE e amei todas as outras obras do John. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, como eu falei no texto to a procura de opiniões diferentes, porque o meu gosto pra livros é meio chato e tal. Valeu pelo comentário. Beijos

      Excluir